Requalificação do Estádio Serra Dourada, Goiânia – GO
Paulo Mendes da Rocha em parceria com Fernando Teixeira Arquitetos Associados

O Estádio Serra Dourada foi projetado em 1973 por Paulo Mendes da Rocha e diferenciava-se radicalmente dos conjuntos esportivos em geral ao ser concebido como permeável à cidade, abrindo-se para a ocorrência programada ou inusitada de outros eventos. Ele tem sido palco dos mais concorridos jogos de futebol, suportando em algumas ocasiões uma lotação de 70 mil espectadores.

Para ser um dos candidatos a receber os jogos da Copa do Mundo de 2014 o Serra Dourada deveria receber algumas adaptações em seu espaço físico, sem modificar fundamentalmente os espaços e circulações de que dispõe hoje. Uma das metas principais seria atingir a capacidade mínima de 40 mil torcedores sentados.

Para atingir as outras metas foi instalado um edifício complementar, preservando a integridade do conjunto existente. Esse edifício seria construído em estrutura metálica com torres de elevadores e escadas pontuando as fachadas e interceptando os brises de proteção solar da face oeste.

A laje de cobertura seria transformada em terraço jardim com vista privilegiada da cidade e os espaços externos ao estádio que não foram, desde a inauguração, urbanizados adequadamente receberiam tratamento paisagístico para diminuir a incidência solar e minimizar o impacto no sistema de drenagem pluvial.