Teleporto, Goiânia – GO

O Governo do Estado de Goiás deseja criar uma base urbanística atraente para redes de telecomunicações privadas, com o objetivo de criar novos empregos e estimular a inserção da capital na rede de cidades mundiais. Para isso, um centro de negócios de uso múltiplo é um espaço urbanístico adequado para conciliar as exigências de sistemas de telecomunicação e informática com atividades de serviços, hospedagem, turismo, lazer e cultura.

O estudo de projeto urbanístico para a área da Serrinha, na cidade de Goiânia tem como objetivo a implantação de um centro de negócios ancorado em um teleporto, em uma área de 105.900m². Ele representará uma nova experiência urbana, com a responsabilidade de recuperar as vantagens da densidade planejada em contraponto aos modelos urbanos cada vez mais dispersos e espacialmente zoneados, compartimentando as atividades de trabalho, lazer compras e moradia.

Um eixo principal de sentido leste/oeste interliga o reservatório (objeto de projeto de qualificação urbana) aos sete blocos de diferentes tipologias arquitetônica, formando um platô que interliga espaços públicos e privados. Complementarmente ao platô, será implantado um parque de 59.355,44m², com características do bioma cerrado e que tenha apenas atividades lúdicas no seu interior. O acesso ao platô será por quatro elevadores externos, escadas e rampas situada estrategicamente no entorno.